Carro que invadiu calçada e matou pedestre em São Gonçalo era dirigido por um menor

Ele se apresentou na delegacia e o caso foi encaminhado para a Vara da Infância e Juventude

Enviado Direto da Redação
Ricardo Oliveira, 46, foi atropelado por um Lifan X60 branco, que seguia em alta velocidade pela Avenida Paula Lemos

Ricardo Oliveira, 46, foi atropelado por um Lifan X60 branco, que seguia em alta velocidade pela Avenida Paula Lemos

Foto: Divulgação

A Polícia Civil informou, ontem, que o acusado de atropelar e matar Ricardo de Oliveira, de 46 anos, na manhã da última quinta-feira, no Mutuá, em São Gonçalo, se apresentou na 74ªDP (Mutuá), na sexta-feira. Por ter 17 anos e ser menor de idade, o caso já foi encaminhado para a Vara da Infância e Juventude.

O amigo que teria emprestado o carro ao acusado, foi identificado, mas não teve o nome divulgado, e vai responder pelo crime de entrega temerária, que é aplicado quando alguém entrega a direção de um veículo automotor à uma pessoa sem habilitação ou embriagada.

Recordando - Por volta das 6h da última quinta-feira, Ricardo Oliveira, 46, foi atropelado por um Lifan X60 branco, que seguia em alta velocidade pela Avenida Paula Lemos, no Mutuá. O motorista perdeu o controle do carro, subiu uma calçada e matou Ronaldo que ia para tomar café numa padaria.

Ronaldo era funcionário do Colégio Santa Mônica, localizado na mesma rua, próximo à padaria, onde tomava café todos os dias. A poucos metros do destino, ele acabou sendo atingido pelo carro. Mesmo sendo atendido pelo Corpo de Bombeiros, Ronaldo não resistiu e morreu ainda no local.

Veja também