Três traficantes vão a julgamento no Rio

'Tineném' começou a ser sentenciado ontem

Enviado Direto da Redação

Foto: Divulgação


Apontado como ‘chefão do pó’ do Complexo do Caramujo, do Morro da Bonfim e da Comunidade Quebra Coco, em Niterói, Rodrigo da Silva Rodrigues, o Tineném, preso em julho de 2016, começou a ser julgado ontem, por mais um inquérito de tráfico de drogas. Seu parceiro Alcindo Luís Fernandes, o Da Cabrita, e o traficante Elias Pereira da Silva, o Elias Maluco, já condenado pela morte do jornalista Tim Lopes, também estão sendo julgados na 1ª Vara Criminal de Madureira, na Zona Norte do Rio.



A primeira fase do julgamento foi uma audiência de instrução para que testemunhas fossem ouvidas. O trio, que está na penitenciária federal de Catanduvas, no Paraná, e participou da audiência através de videoconferência, foi denunciado por tráfico de drogas, numa ação que tem outros 58 réus, incluindo criminosos de São Paulo, ligados ao Primeiro Comando da Capital (PCC).



O julgamento se refere às acusações sobre o controle da atuação de criminosos para o domínio de pontos de venda de drogas, exploração ilegal de venda de gás e do transporte alternativo em comunidades.



Elias Maluco está preso em penitenciária federal desde 2002, mesmo assim, segundo a denúncia do Ministério Público do Rio de Janeiro, ainda comanda uma das principais facções criminosas atuantes na cidade, o Comando Vermelho.



Da Cabrita, que foi chefe do tráfico do Complexo do Caramujo, em Niterói - foi preso em agosto de 2015, por agentes da Subsecretaria de Inteligência (SSINTE) da Secretaria de Estado de Segurança, em Santa Cruz da Serra, Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.



Veja também