Batalhão de São Gonçalo é líder em prisões efetuadas no Rio de Janeiro

A unidade de Niterói ocupa o sexto lugar na lista

Enviado Direto da Redação

Foto: Divulgação


O 7ºBPM (São Gonçalo) é a unidade responsável pela maior quantidade de prisões em flagrantes do Estado, nos primeiros 36 dias de 2018. Enquanto essa unidade lidera o ranking, o 12º BPM (Niterói) ocupa o sexto lugar da lista e o 35º BPM (Itaboraí) ficou na nona posição. Com o 25º BPM (Cabo Frio) ocupando o terceiro lugar da lista, todas as unidades do 4º Comando de Policiamento de Área (CPA) ficaram entre os dez mais ativos batalhões do Estado.


Somente em São Gonçalo, 170 pessoas foram presas em flagrantes pelos militares lotados no batalhão da cidade. De acordo com esse número, produzido pelo Instituto de Segurança Publica do Rio de Janeiro (ISP-RJ) e a que a equipe do OSG teve acesso, os policiais do 7ºBPM (São Gonçalo) fizeram cerca de cinco prisões em flagrante por dia.


Para o tenente-coronel Marcos Lima, comandante da unidade de São Gonçalo, a posição no ranking é o reflexo do trabalho desenvolvido pelos militares da corporação. “Atingimos isso com o planejamento das ações, com foco nas comunidades e na repressão ao tráfico de drogas. Mas também é o resultado do empenho de todos os policiais do batalhão que seguem incansavelmente em todas as operações”, garantiu Lima.


O 35º BPM (Cabo Frio) realizou 165 prisões em flagrante até o dia 5 de fevereiro. já o 12º BPM (Niterói) efetuou 140, e o 35º BPM (Itaboraí) foi responsável por 99 prisões em flagrantes nesse período. Para a unidade de Itaboraí essa foi uma marca histórica.


“Sem dúvida, é para comemorar. Ano passado, fechamos em 13º melhor posição em termos anuais. O que já foi o melhor na história do batalhão. Mas em termos de mês a mês, janeiro de 2018 foi a melhor posição”, garantiu o tenente-coronel Marcelo Carmo, comandante da unidade de Itaboraí.


Os números não incluem prisões realizadas pela Polícia Civil ou qualquer outro tipo de prisão feita pela Polícia Militar. (Renata Sena)


Veja também