Vendedor é morto dentro de casa no Porto da Pedra

Bandidos invadiram a residência na tarde de domingo e efetuaram os disparos

Enviado Direto da Redação

Foto: Divulgação


O vendedor de roupas Clausener Joice Brito Guimarães, 35, o Cacau, foi assassinado dentro de casa, no Porto da Pedra, em São Gonçalo, no final da tarde de domingo.


De acordo com a polícia, Cacau estava em casa com a esposa, quando dois homens armados pularam o muro e invadiram a residência, na Rua Marabá, por volta das 17h30. Ao ver a entrada dos criminosos, o vendedor correu para o segundo andar da casa, onde foi morto a tiros. Antes de irem embora, os bandidos roubaram a carteira, um cordão de ouro e a chave do carro da vítima e depois fugiram num Sandero.


Agentes da Divisão de Homicídios de Niterói, Itaboraí e São Gonçalo (DHNISG) realizaram perícia técnica no local. Segundo a apuração da especializada, os autores do crime podem ser traficantes do Morro do Abacatão, no Boa Vista - bairro vizinho.


Ainda conforme as investigações iniciais, Cacau pode ter sido mais uma vítima da disputa travada entre traficantes e integrantes de um grupo de milicianos pelo domínio territorial da região. Essa disputa começou em 2015 e já teria deixado mais de 30 pessoas mortas.


De acordo com a Polícia, os homicídios estariam relacionados também à disputa por uma vaga na Câmara de vereadores da cidade, nas eleições de 2016. O Morro do Abacatão teria sido arrendado a traficantes do Morro do Feijão, no Paraíso, em troca de apoio político - através do chamado ‘voto de cabresto’, ao possível candidato a vereador a ser indicado por um ex-policial, que também acabou assassinado. No acordo, os criminosos poderiam atuar vendendo drogas na comunidade, enquanto o outro grupo continuaria a controlar a venda de água e a distribuição de sinal clandestino de TV a cabo, conhecido popularmente como ‘gatonet’.


O corpo de Cacau foi enterrado na tarde de ontem no Cemitério de São Gonçalo, no Camarão. (Thuany Dossares)


Veja também