Preso mais um suspeito de assassinar Policial Militar em São Gonçalo

Homem foi preso no Complexo do Salgueiro

Enviado Direto da Redação
10 01 2018 Mais preso acusado de ter matado PM no Mutua Wanderson SN (1)

10 01 2018 Mais preso acusado de ter matado PM no Mutua Wanderson SN (1)

Foto: Sandro Nascimento


Acusado de participar da morte do soldado PM Ivanderson da Silva Pinheiro, 37, no dia 3, em São Gonçalo, Wanderson Sobreira Pereira, o Nito, 32, foi preso ontem, por policiais do 7ºBPM (SG), no Complexo do Salgueiro.


Após confronto com traficantes, os policiais encontraram Nito numa casa na localidade das Palmeiras e ele foi levado até a 72ªDP (Mutuá) para averiguação. Agentes da Divisão de Homicídios de Niterói, Itaboraí e São Gonçalo (DHNISG) foram ouvi-lo devido a suspeita de sua participação no assalto que terminou com a morte de Ivanderson.


Ele negou, no entanto, teria sido reconhecido por um PM da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Caju que estava com Ivanderson. Nito acabou autuado num mandado de prisão temporário por latrocínio.


Leonardo Rodrigues da Silva Antão, o Leleti, Matheus Cardoso Alves da Silva, o MT, e Douglas Fernando da Silva, o Buldogue, já haviam sido presos, também suspeitos de participação no crime. De acordo com o delegado da DH, Marcus Vinicius Amin, outros quatro acusados estão foragidos.


Recordando - O soldado Ivanderson da Silva Pinheiro, lotado no 7ºBPM (SG), foi morto numa tentativa de assalto, na Av. Paula Lemos, no Mutuá, em São Gonçalo, sendo o primeiro PM morto este ano. Ivandrson estava de carro, junto com outro PM, quando tentou fugir de uma picape S10 parada à frente, com bandidos que tentavam realizar um ‘arrastão’. O policial furou o bloqueio e os criminosos atiraram.




Veja também