Porteiro de igreja é assassinado ao tentar impedir assalto em Alcântara

Homem chegou a ser socorrido

Enviado Direto da Redação
Adilson trabalhava durante a noite e já estava indo embora

Adilson trabalhava durante a noite e já estava indo embora

Foto: Luiz Nicolela


O porteiro da Igreja Nova Vida, em Alcântara, São Gonçalo, Adilson Paulo de Carvalho Souza, de 46 anos, foi assassinado a tiros durante uma tentativa de assalto, no início da manhã de ontem.


De acordo com testemunhas, um membro da igreja chegava ao local, na Rua Nestor Pinto Alves, quando dois criminosos, um deles armado, tentaram roubar seu carro, um Ônix vermelho, por volta das 6h. Adilson, que trabalhava durante a noite e já estava prestes a ir embora, tentou impedir o assalto.


“Eu estava chegando na igreja, como ainda era muito cedo, estava fechada. Saí do carro e fui tocar a campanhia para o Adilson abrir o portão. Quando eu estava chegando, vi os dois ladrões caminhando, eles já tinham passado do meu carro e depois voltaram.


Assim que eles anunciaram o assalto, Adilson saiu e mandou eles saírem, foi aí que o que estava do lado do carona mandou o comparsa, que estava do lado do motorista, atirar”, narrou o dono do veículo.


O criminoso atirou duas vezes em direção ao porteiro, que foi atingido por um disparo na costela. Adilson chegou a ser socorrido pelo religioso para o Hospital Estadual Alberto Torres (Heat), no Colubandê, mas não resistiu ao ferimento.

“Adilson só vivia para o trabalho e para a igreja, ele era membro aqui da Nova Vida junto com toda a família. Se fosse outra pessoa, poderia ver o assalto e esperar para abrir o portão, mas não, ele saiu para ajudar, se preocupou”, declarou o pastor José Luiz de Jesus.


O enterro de Adilson acontecerá hoje, às 11h, no Cemitério Parque da Paz, no Pacheco.

Veja também