Gonçalense lança livro hoje em Itaboraí

O escritor Mário Leiland autografa publicação na Casa de Cultura Heloísa Alberto Torres, às 19h

Enviado Direto da Redação
Mário conta a história de um menino autista, baseada em sua própria vivência pessoal na infância

Mário conta a história de um menino autista, baseada em sua própria vivência pessoal na infância

Foto: Débora Vieira

O escritor gonçalense Mário Leiland realiza uma sessão de autógrafos do seu livro “O Menino e as Bolas de Gude - a verdadeira história de um pequeno autista”, hoje, às 19h, na Casa da Cultura Heloísa Alberto Torres, em Itaboraí. A história retrata a vida de Pedrinho, uma criança que, na década de 1960, foi diagnosticada com o Transtorno do Espectro Autista (TEA) devido à falta de informação em torno disso, na época.

A interação de amizade entre Pedrinho e suas bolas de gude faz parte da vida do escritor, pois a obra se baseia um pouco na sua própria história quando criança. Mário possui autismo e dificuldade de locomoção adquirida aos 6 meses de idade, ocasionada pela poliomielite.

A falta de instrução e o preconceito da sociedade tornaram a adaptação de Mário mais dificultosa, porém com a ajuda de médicos e o incentivo de sua avó houve grande evolução em seu tratamento.

Mário escreve para o público infanto-juvenil e deseja alcançar toda a família, pois alega ser fundamental o acompanhamento dos pais no estímulo do tratamento. Além disso, ele está em busca de patrocínios para presentear o livro às crianças e doar a renda obtida para instituições sem fins lucrativos. Atualmente, o escritor é presidente e fundador da Sociedade Pestalozzi de São Gonçalo e presidente de honra da Sociedade Pestalozzi de Vassouras.

A Casa de Cultura fica na Praça Marechal Floriano Peixoto, 303, Centro.

Veja também