Jovens de Itaboraí ganham direito de disputar mundial de Taekwondo na Tunísia

Atletas se destacaram nas seletivas

Enviado Direto da Redação
Rosa e Gabriel integram projeto Iris, que tem apoio da Prefeitura

Rosa e Gabriel integram projeto Iris, que tem apoio da Prefeitura

Foto: Divulgação

Com o título da seletiva, realizada há uma semana, no Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes (Cefan), no Rio, a atleta de Itaboraí, Rosa da Silva, de 15 anos, ganhou o direito de disputar o Campeonato Mundial Juvenil de Taekwondo, na Tunísia, em abril. Outro atleta do município, Gabriel Romero, da mesma idade, também se destacou e, com o 2º lugar conquistado na categoria até 51kg, irá defender a seleção brasileira como reserva.


Os atletas fazem parte do projeto Iris, que conta a participação de 140 alunos, com idade entre 5 e 17 anos, e tem como objetivo utilizar o Taekwondo como instrumento de inclusão social e oportunidade para formar atletas de alto rendimento.


A iniciativa visa ainda aliar a aprendizagem de aspectos educativos globais dos alunos, como disciplina, solidariedade, formação de valores, estímulo ao trabalho solo, em equipe e a ética.


“Os dois começaram no projeto na faixa branca e hoje já estão na faixa preta, participando de competições importantes. Com a Rosa, por exemplo, foi um trabalho de mais de um ano, focado para esta seletiva, e o resultado foi positivo”, disse o coordenador do projeto e técnico da seleção brasileiro, Diego Ribeiro.


De acordo com Diego, a troca de faixa acontece a cada seis meses, dependendo do desenvolvimento do atleta nesse período. Além disso, a graduação só pode ser consolidada após o atleta ser avaliado pelo seu responsável e por professores da sua escola no município, tendo como critérios como bom desempenho nas aulas, ajuda na higiene pessoal de sua casa e alimentação.

Veja também