Mineirinho volta a subir no lugar mais alto do pódio no Rio Pro 2017

Enviado Direto da Redação
Mineiro venceu todas as suas baterias até chegar à final

Mineiro venceu todas as suas baterias até chegar à final

Foto: Divulgação

Depois de um ano e cinco meses, Adriano de Souza voltou a subir no lugar mais alto do pódio em uma etapa de Circuito Mundial. Sem vencer uma competição desde dezembro de 2015, quando foi campeão em Pipeline (Havaí) sacramentando a conquista do título daquela temporada, Mineirinho levou a torcida de Saquarema ao delírio ao sagrar-se vencedor do Rio Pro 2017, a etapa brasileira do Mundial de Surfe, na tarde da última quarta-feira. Com uma campanha impecável, Mineiro venceu todas as suas baterias até chegar à final. Na decisão, vitória convincente sobre o australiano Adrian Buchan: 17.63 a 17.23.

Com o título, Mineirinho passa a ocupar a segunda colocação do ranking ao lado do sul-africano Jordy Smith e do australiano Owen Wright. O trio tem 24.400 pontos, 350 a menos que o líder John John Florence, que ficou em 13º no Rio Pro, ao ser eliminado pelo brasileiro Yago Dora na terceira fase. A próxima etapa do Circuito Mundial acontece de 4 a 16 de junho, em Fiji.

Esta foi a quinta vez que o título da etapa brasileira ficou com um surfista do país. O mesmo Adriano de Souza conquistou o evento em 2011 no Rio. Com o título do Rio Pro, Mineirinho faturou US$ 100 mil (R$ 310 mil) e ultrapassou a barreira de US$ 2 milhões em premiação na carreira. Ele também igualou Gabriel Medina com sete vitórias em etapas do circuito mundial. Vice-campeão, Adrian Buchan saltou da 24ª para a 12ª colocação no ranking mundial.

Hoje Mineirinho passa a ocupar a segunda colocação do ranking mundial ao lado do sul-africano Jordy Smith e do australiano Owen Wright.

Veja também