Prefeitura avalia mudanças em acesso a ponto turístico

Enviado Direto da Redação
Ordenamento tem como objetivo a preservação ambiental

Ordenamento tem como objetivo a preservação ambiental

Foto: Divulgação

A série de mudanças para o novo ordenamento da Ilha do Japonês foi analisada em uma reunião nesta quarta-feira. O encontro reuniu representantes das empresas que operam os táxis marítimos e da secretarias municipais. Na ocasião, foram avaliados como positivos os resultados da operação de ordenamento do serviço de táxis marítimos e de visitação da Ilha do Japonês.

No último fim de semana, o serviço de táxi náutico que realiza o transporte de passageiros até a Ilha do Japonês teve mudanças. A partir de agora, o embarque é realizado no Terminal dos Transatlânticos, que fica no final da Avenida Assunção, e não mais na orla do bairro Passagem, levando organização e segurança para o serviço. O ponto da embarcação que faz a travessia do Caminho Verde, ao lado do Porto Veleiro, está mantido, mas o desembarque dos passageiros também é no terminal dos Transatlânticos.

A prefeitura também decidiu manter um ponto fixo para desembarque e embarque dos táxis marítimos na Ilha, numa raia demarcada por boias. As embarcações vão operar no período de 8 às 18 horas. Também estão mantidas as restrições para o desembarque de pessoas com churrasqueira, isopor ou cooler a partir de 40 litros, produtos inflamáveis, barracas de acampamento e animais na Ilha do Japonês. “Nosso principal objetivo é a proteção ambiental ao mesmo tempo em que garantimos a mobilidade nos bairros do entorno, estabelecendo a utilização, com restrições, da Ilha do Japonês e entorno. Estamos avaliando os resultados obtidos nas primeiras ações”, explicou Eduardo Pimenta, coordenador-geral de Meio Ambiente.

Veja também