Evento reúne principais ‘feras’ do surfe mundial

Enviado Direto da Redação
Competição promete atrair turistas e amantes do esporte

Competição promete atrair turistas e amantes do esporte

Foto: Divulgação

A estrutura para a etapa do Rio de Janeiro do Mundial de Surfe começou a ser montada ontem nas areias da Praia de Itaúna. Operários iniciaram montagem das estruturas metálicas no local. O evento está marcado para os dias 9 e 20 de maio. Segundo a organização da etapa, a estrutura principal do evento terá 100m de comprimento por 12m de largura, sendo formada por dois andares que receberá atletas, imprensa e convidados. Uma estrutura menor também será montada na Barrinha, do outro lado da praia. Ainda de acordo com a organização, para a armação ficar totalmente pronta serão necessárias seis carretas cheias com as estruturas metálicas e três geradores.

Depois de quatro temporadas sendo realizada na Barra da Tijuca, no Rio, a etapa brasileira do Circuito Mundial acontecerá em Saquarema com o compromisso de um evento sustentável.

A Liga Mundial de Surfe (WSL) atendeu aos apelos e optou por uma cidade pequena e menos badalada, porém, que respira surfe e oferece mais consistência e potencial para o esporte, proporcionando condições mais propícias e desafiadoras aos atletas. Os surfistas terão acesso direto do palanque à praia, sem o contato com o público, como uma medida de proteção.

Quem levou o Rio Pro no ano passado foi o havaiano John John Florence, atual campeão mundial. Além dele, outros grandes nomes do surfe mundial marcarão presença em Saquarema, como os brasileiros Gabriel Medina, Adriano de Souza (Mineirinho) e Filipe Toledo, o americano Kelly Slater, 12 vezes campeão do mundo, e o australiano Mick Fanning.

Veja também