Investimentos na infraestrutura dos bairros está entre planos para 2018 em São Gonçalo

Nanci avalia primeiro ano de mandato

Enviado Direto da Redação
>> Nanci acredita que superou bem as dificuldades de 2017

>> Nanci acredita que superou bem as dificuldades de 2017

Foto: Divulgação


O prefeito José Luiz Nanci assumiu a prefeitura de São Gonçalo com uma dívida em torno de R$ 600 milhões, deixada pela gestão passada. Em seu primeiro dia de governo, em 2 de janeiro, o chefe do executivo encontrou o prédio municipal às escuras, por falta de pagamento da energia elétrica.


Em 12 meses, Nanci incumbiu-se do desafio de sanar as dívidas atrasadas e continuar oferecendo serviços básicos aos cidadãos gonçalenses. Segundo o prefeito, o maior desafio foi administrar o município com uma alta dívida.


“Minha primeira reunião foi na porta principal da prefeitura, com representantes da concessionária Enel. As contas da prefeitura estavam quase todas atrasadas ou com algum tipo de débito passado ou futuro. Um dos compromissos que assumi publicamente foi não atrasar os salários dos servidores, ativos e inativos. Consegui cumprir com esse compromisso durante todo o ano de 2017. Cabe ressaltar que ainda precisei pagar as folhas salariais de dezembro e o 13º de 2016”, informou o prefeito.


Além da falta de energia elétrica no prédio da prefeitura, o mandatário também teve que resolver o problema de toneladas de lixo acumuladas por toda cidade, devido à ausência da coleta de lixo.


“Esse foi um dos grandes problemas que enfrentamos. Havia muito lixo espalhado, pequenos lixões se formaram. Foi muito difícil, mas conseguimos limpar a cidade e garantir o retorno do serviço. Conseguimos superar esses 12 meses com algumas medidas duras, mas todas com o objetivo de promover economia e conseguir honrar com os compromissos”, declarou Nanci.


Apesar dos problemas a solucionar, a prefeitura alcançou algumas conquistas, como a construção de uma nova sede própria da Guarda Municipal em Venda da Cruz; criação da 3ª Inspetoria e Inspetoria de Trânsito (ambas em Alcântara); criação da Inspetoria em Laranjal; Ronda Ostensiva Municipal (ROMU) patrulhando as ruas; e recuperação dos ônibus do programa “Crack É Possível Vencer”


Obras de pavimentação, drenagem, calçamento em mais de 100 ruas (PAC 2 e recursos próprios); operação Tapa-Buraco em todos os bairros; e construções e reformas de vias, pontes, limpeza de rios, também foram realizadas.


Na área da saúde, a prefeitura realizou a inauguração da Maternidade Municipal Mário Niajar, que faz uma média de 700 partos por mês, e conta com sala de aleitamento materno e cartório; o resgate da função original do Hospital Doutor Luiz Palmier, oferecendo tratamento clínico e cirurgias eletivas; criação da sala para exame de colonoscopia; o Espaço Rosa, que fez mais de 15 mil atendimentos voltados para prevenção e tratamento do câncer de mama; o Centro de Diagnóstico e Imagem recebeu ampliação do horário e dos números de atendimento; e reforma de vários postos de saúde, como Clínica do Barro Vermelho e Posto Ary Teixeira, entre outras unidades.


"Também fizemos a inauguração das novas Clínicas da Família, em Marambaia, e reconstrução da unidade Doutor Zerbini, no Arsenal; a reforma da Clínica Nossa Senhora das Vitórias, com mais vagas e melhores condições para os pacientes; a criação do posto de atendimento médico no CSU-Salgueiro; e a recuperação dos PAMs Coelho e Neves", emendou o prefeito.


No campo da assistência social, foi realizada a criação do Centro de Atendimento de Psiquiatria Infantil (CAPS), em Alcântara; construção de um CAPS no Anaia; inauguração dos Centros de Referências de Assistência Social (CRAS) nos bairros Rio do Ouro e Salgueiro; entregas das chaves de 1.250 unidades do Programa Minha Casa Minha Vida, em Venda da Cruz; e recadastramento das famílias e manutenção dos benefícios do Bolsa Família. 


O serviço de iluminação pública voltou a ser prestado neste mês de dezembro e está sendo gerido diretamente pela prefeitura, sob a coordenação do vice-prefeito, Ricardo Pericar. Desde o início de dezembro, já foram trocadas mais de 3 mil lâmpadas.


Em relação ao próximo ano, o prefeito explica que quer deixar um legado de responsabilidade com os gastos públicos. Segundo Nanci, durante 2017, a prefeitura conseguiu ajustar, reduzir e até cancelar contratos; realizar serviços de manutenção nas ruas da cidade, com ações de limpeza de rios, drenagem, pavimentação; e revitalização de áreas voltadas para o convívio social, esportes e atividades de saúde.


Nanci ainda declarou que acredita que 2018 será melhor, com possibilidades de investimentos na infraestrutura dos bairros, que representam as maiores reclamações dos gonçalenses. O prefeito ainda acrescentou que quer continuar melhorando os serviços na saúde, ampliando a rede e oferecendo atendimentos de qualidade.


“Estamos pensando não somente no agora, mas, principalmente, no futuro do município, nas próximas gestões. Tudo para São Gonçalo voltar a crescer e podermos oferecer serviços de qualidade para as pessoas. Ao assumir, fui muito honesto com a população. Apontei as prioridades nesse primeiro ano, que foram não atrasar salários e manter os serviços essenciais em funcionamento, como a coleta do lixo, os serviços na saúde, educação e assistência social. E, após muitos problemas, gerados na gestão passada, também conseguimos retomar o serviço de iluminação pública, um dos grandes problemas que enfrentamos. Os gonçalenses começarão a sentir a diferença nas ruas”, declarou o prefeito.




Veja também