Encontro com o ex-presidente Lula reuniu 7 mil pessoas em Maricá

Evento aconteceu na Praça Orlando de Barros Pimentel

Enviado Direto da Redação
O ex-presidente e alguns nomes da cúpula do PT estiveram no evento realizado pelo partido

O ex-presidente e alguns nomes da cúpula do PT estiveram no evento realizado pelo partido

Foto: Luz Nicolela


Cerca de sete mil pessoas se reuniram na noite de ontem, na Praça Orlando de Barros Pimentel, no Centro de Maricá, para participarem de encontro com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A ‘Caravana Lula Pelo Brasil’, como é chamada, levou para a cidade, a ex-presidenta Dilma Rousseff, o senador Lindberg Farias, a ex-governadora Benedita da Silva, além da deputada estadual Rosângela Zeidan, e o ex-prefeito da cidade, Washington Quaquá. O atual prefeito, Fabiano Horta,também participou do evento.


Marcado para começar às 18h, o evento reuniu militantes e simpatizantes do Partido dos Trabalhadores (PT) que aguardaram até depois das 20h para chegada de Lula. Acompanhado da filha, Lurian Cordeiro Lula da Silva, que é moradora da cidade, Lula foi ovacionado pelo público, que pedia seu retorno a presidência do Brasil. Dilma Rousseff, que não era aguardada no evento, foi a surpresa da noite e recebeu o carinho do eleitorado. “Hoje minha mãe, com 81 anos, pode dizer que tem uma casa própria. Isso foi conquistado graças a vocês”, falou uma das beneficiadas do programa ‘Minha Casa, Minha Vida’.


Na terça-feira, a ‘Caravana Lula Pelo Brasil’ esteve em Campos dos Goytacazes, onde ele falou sobre seu possível retorno. “O Brasil, pela primeira vez, está sendo governado por um homem golpista. Muita coisa vai voltar quando eu voltar à presidência. Vamos desfazer a pouca vergonha de privatizar grande parte da Petrobras. Vamos fazer a democratização para os meios de comunicação. Quero dizer que não tem saída para o estado do Rio sem a participação do Governo Federal”, garantiu o ex-presidente.


Na manhã de hoje, Lula e seus apoiadores vão realizar um comício na entrada do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), em Itaboraí, local com previsão de retomada das obras em 2018. Manifestação - Na quarta-feira, diversos postes e muros localizados próximos à praça onde o ex-presidente discursou amanheceram com cartazes de repúdio a Lula, mas os cartazes foram retirados.


Veja também