Suspeito de tentar matar travesti no Alcântara é identificado

O estado de saúde de Jéssica é estável

Enviado Direto da Redação
Informações sobre o paradeiro devem ser repassadas a 73ª DP (Neves)

Informações sobre o paradeiro devem ser repassadas a 73ª DP (Neves)

Foto: Reprodução / Polícia Civil


A Polícia Civil divulgou hoje (11), a identidade do suspeito de tentar matar a travesti Jéssica Dime, de 23 anos, na madrugada do último dia 28, em um hotel em Alcântara, São Gonçalo. Fábio Barreto da Silva, de 23 anos, é foragido da Justiça. Ele já tem anotações criminais por tráfico de drogas e roubo. 


De acordo com a polícia, o crime ocorreu por volta das 5h, quando Jéssica foi para o quarto 42 do Hotel Alcântara, na Rua Manoel João Gonçalves, acompanhada de FB, como o suspeito é conhecido. Durante o encontro, a travesti foi brutalmente agredida, enforcada e teve 50% do corpo incendiado.


Fábio seria morador do Jóquei e fugiu do sistema prisional sete dias antes do crime. Ele foi identificado por câmeras de segurança e por relatos de testemunhas, sendo reconhecido posteriormente pela vítima. 


Segundo a delegada Carla Tavares, da 73ª DP (Neves), os crimes de homofobia e transfobia não foram descartados, mas a principal linha de investigação gira em torno de o suspeito ter ingerido drogas e bebida alcoólica e ter ficado agressivo pelo término do programa. Ainda segundo a delegada, diligências estão sendo feitas para prender FB. 


Fábio tem 1,90 m de altura e boca carnuda, duas características fundamentais para sua identificação. Informações sobre o paradeiro do suspeito podem ser repassadas, de maneira anônima, para a 73ª DP através do WhatsApp da distrital (021 98371-5841).  


Veja mais notícias

Crianças sequestradas em assalto a van escolar são resgatadas em São Gonçalo

Ex-prefeito Neilton Mulim e mais 10 são presos por fraudes

Rapaz é encontrado morto dentro de carro em São Gonçalo


Veja também