Corpo de Bombeiros simula acidente e socorro a vítimas na Ponte Rio-Niterói

Exercício teve apoio da Ecoponte

Enviado Direto da Redação
Além de socorro às ‘vítimas’ em terra, houve ‘salvamento’ no mar

Além de socorro às ‘vítimas’ em terra, houve ‘salvamento’ no mar

Foto: Div

Abrindo as comemorações pelos 100 anos do quartel de Niterói (3º GBM), o Corpo de Bombeiros do Rio realizou, na manhã de ontem, um simulado operacional na Ponte Rio-Niterói. O exercício, que teve o apoio da concessionária Ecoponte, encenou o socorro a múltiplas vítimas de um acidente de trânsito, incluindo o resgate de um motorista projetado no mar.


“O simulado é uma oportunidade de treinamento para situações reais. O objetivo é integrar as equipes e preparar a tropa para este tipo de ocorrência”, disse o tenente-coronel Grigorovski, comandante do 3º GBM.


O treinamento envolveu mais de 50 profissionais. Participaram também da atividade, o Grupamento de Socorro de Emergência (GSE), a Coordenadoria de Veículos Aéreos Não Tripulados (Covant), o 1º Grupamento Marítimo (1º GMar), o Centro de Educação Profissional em Atendimento Pré-Hospitalar (Cepap) da corporação, a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a Defesa Civil de Niterói e a Ecoponte.


O quartel de Niterói é um dos mais antigos do Estado, inaugurado em 24 de agosto de 1917. Atualmente, também coordena as ações dos destacamentos de Charitas, Itaipu e Maricá.

Veja também