‘Nando do Anaia’: o rei dos roubos de cargas em SG

Enviado Direto da Redação
Segundo a Polícia Civil, Nando foi identificado como autor de diversos roubos de cargas em bairros de São Gonçalo

Segundo a Polícia Civil, Nando foi identificado como autor de diversos roubos de cargas em bairros de São Gonçalo

Foto: Divulgação

Por Thuany Dossarres

Conhecido por ser um dos principais traficantes ligados à facção Comando Vermelho (CV) em São Gonçalo, Luís Fernando Rodrigues de Souza, o Nando do Anaia ou Cafajeste, de 30 anos, encontrou nos roubos de carga uma nova de fonte de lucros.

Segundo a polícia, ele e seu bando seriam os responsáveis pelo aumento no números dos roubos de carga no município. De acordo com o Instituto de Segurança Pública (ISP), apenas nos dois primeiros meses desse ano, esse tipo de crime já foi registrado 166 vezes nas delegacias gonçalenses - 48% a mais do que no mesmo período em 2016, quando foram anotados 112 casos.

Conforme as investigações da Delegacia de Roubos e Furtos de Carga (DRFC), Nando e sua quadrilha atuam principalmente nos acessos à BR-101, entre os bairros Boa Vista e Mutuá. Nos primeiros 60 dias de 2017, foram registrados 64 roubos de carga na região, e o traficante pode estar envolvido em alguns desses crimes.

O ‘bonde’ assalta todo tipo de carregamento, como cervejas, eletrodomésticos, eletrônicos e alimentícios. Na maioria das ocasiões, após o roubo, eles fogem em direção ao Complexo do Salgueiro. Algumas vezes, os ladrões mantêm os funcionários como refém por alguns minutos, só os libertando quando chegam no local onde os produtos serão descarregados.

O mesmo acontece também em outros lugares de São Gonçalo, que ficam próximos ao Complexo do Anaia, onde Nando também lidera o tráfico de drogas.

Na noite da última terça-feira, um adolescente, de 17 anos, foi apreendido por PMs do 7ºBPM (São Gonçalo), no bairro do Pacheco, quando tentava levar uma carga de cervejas, avaliada em quase R$ 170 mil, para o Anaia. Na tarde de quarta-feira, militares do batalhão gonçalense recuperaram também uma carga de baterias automotivas, em Santa Izabel, bairro vizinho do Anaia.

“O Nando é responsável por alguns roubos sim, mas não podemos dizer que por todos. O que motivaria ele a aderir também a essa prática criminosa é o lucro. É uma atividade, muitas vezes, mais rentável e lucrativa do que a própria comercialização de drogas”, explicou o delegado Tiago Dorigo, da DRFC.

Nando encontra-se foragido da Justiça e contra ele existem mandados de prisão por homicídio e tráfico de drogas. O Portal dos Procurados, do Disque-Denúncia, oferece recompensa de R$ 1 mil para quem der informações que auxiliem à polícia na prisão do criminoso.

Veja também