Carnaval exige cuidados extras com os animais de estimação; veja dicas

É preciso ficar atento com as alergias

Enviado Direto da Redação
>> Alergias são comuns no Carnaval e é preciso cuidar bem dos pets

>> Alergias são comuns no Carnaval e é preciso cuidar bem dos pets

Foto: Divulgação


Há pouco mais de duas semanas do carnaval, os cariocas só pensam em ‘cair’ na folia. E neste período de festividades, muitas pessoas gostam de levar seus pets para a diversão. Contudo, é preciso tomar cuidados para que os animais não sejam afetados por alergias, alimentares ou químicas, que é comum nesta parte do ano.


Os maiores vilões dos bichinhos neste período de festas costumam ser os sprays de espuma, as tintas usadas para pintar o rosto e carnes que são jogadas no chão e acabando estragando. O professor universitário de medicina veterinária, Dalton Mattos Júnior, explica que cães e gatos são suscetíveis as alergias e por isso é importante ter o máximo de cuidado.


“As alergias são muito comuns em cães e gatos. Alguns sinais clínicos observados nas alergias são: coceira, irritabilidade do animal, lacrimejamento, vermelhidão da barriga, orelhas, patas, quedas de pelo e até problemas gastrointestinais”, explicou. Para evitar qualquer tipo de contaminação, o professor deu algumas dicas importantes para os donos dos pets. Entre elas, ele lista a boa higiene do bichinho e do ambiente e também a regularização das vacinas oferecidas aos animais.


“Lembre-se também que muito barulho e batucada estressam os animais. Tem pessoas que ficam animadas e levam o seu pet para sambar na rua. Redobre os cuidados pois ele não está livre de um jato de espuma nos olhos ou ingerir algum alimento contaminado”, orientou.


Segundo o professor, dentre as alergias mais vistas durante o carnaval, as mais graves são as causadas por hidrocarbonetos, propano e butano, muito utilizados em sprays e podem causar queimadura de pele, tontura, narcose e asfixia.


Veja também