Asfalto ‘casca de ovo’ gera preocupação em Itaboraí

Enviado Direto da Redação
 A via foi asfaltada na última gestão e o que parecia ser a solução, se tornou um problema

A via foi asfaltada na última gestão e o que parecia ser a solução, se tornou um problema

Foto: Alex Ramos

Um asfalto feito de açúcar. Assim vem sendo chamada pelos moradores de Santo Expedito, a pavimentação colocada na Rua Darly Lobosco, paralela a Avenida 22 de maio, uma das principais de Itaboraí, que dá acesso às principais rodovias da cidade - a BR 101 e a RJ 104.


A via foi asfaltada na última gestão e o que parecia ser a solução dos problemas, se tornou uma “dor de cabeça” para quem mora na região. “Sem manutenção, não tem como a via se manter em bom estado. Para passar aqui, precisamos desviar para não cair nos buracos. Moro aqui há muitos anos e não tenho visto investimentos”, afirmou o motorista Marcelo Ramos da Costa.


Para o mecânico Djair de Souza, 52, o asfalto foi feito de açúcar. “Não posso acreditar que houve planejamento de engenheiro para essa obra. Colocaram a pavimentação sobre o barro sem qualquer galeria para escoar a água. É obvio que o solo iria encharcar e a pavimentação se desprender. Não precisa estudar para saber do disso. Nem acostamento fizeram. Isso é absurdo”, reclamou.


A Prefeitura de Itaboraí informou que vai encaminhar uma equipe ao local para avaliar a extensão do problema e estudar possíveis soluções.

Veja também