Praça de Rio Bonito ganha busto em homenagem a Leir Moraes.

Enviado Direto da Redação
Busto é colocado na na Praça Fonseca Portela para homenagear o jornalista e acadêmico, Leir Moraes.

Busto é colocado na na Praça Fonseca Portela para homenagear o jornalista e acadêmico, Leir Moraes.

Foto: Divulgação

Uma cerimônia simples, mas cheia de significado, marcou a inauguração do busto do escritor, poeta, acadêmico e jornalista, Leir Moraes, na Praça Fonseca Portela, em Rio Bonito, cidade natal do homenageado, no último domingo, dia 7, quando a cidade comemorou 171 anos de existência. A solenidade contou com a presença de amigos e admiradores de sua obra, do prefeito da cidade, José Luiz Mandiocão e dos presidentes da Academia Fluminense de Letras, Waldenir Bragança e da Academia Niteroiense de Letras, Marcia Peçanha, além da presidente da Seção Niterói da União  Brasileira de Trovadores, Alba Helena Corrêa. Leir era membro das três instituições.

O busto, obra da escultora Jô Grassini, foi entregue pelos dois filhos do homenageado, Marcus Fernando e Daniel e é fruto de uma iniciativa de 16 amigos do poeta que se organizaram para homenageá-lo. “Leir foi um eterno apaixonado por Rio Bonito e Rio Bonito é uma eterna apaixonada por Leir”, sintetizou o historiador e professor, Carlos Alberto Machado, logo após a cerimônia, ocorrida antes do desfile escolar que tradicionalmente marca as comemorações pelo aniversário da cidade. Carminha Cordeiro, acadêmica e escritora que substituiu Leir na Academia Fluminense de Letras disse que a homenagem perpetua a obra de um dos mais importantes filhos da terra e faz justiça para que futuras gerações conheçam o seu legado. 

Veja também