Profissionais de educação de São Gonçalo permanecem em greve

Decisão foi tomada, hoje, em assembleia

Enviado Direto da Redação
A principal reivindicação da categoria é pelo pagamento do piso nacional para os trabalhadores

A principal reivindicação da categoria é pelo pagamento do piso nacional para os trabalhadores

Foto: Reprodução

Durante assembleia realizada na manhã de hoje (11), no Colégio Castello Branco, no Boaçu, os profissionais de educação do município de São Gonçalo decidiram manter a greve que começou no início de agosto.

Depois da reunião, os trabalhadores seguiram a pé para fazer mais um protesto em frente a prefeitura municipal, no Centro. Inicialmente, os manifestantes fecharam, por cerca de cinco minutos, todas as faixas de rolamento da Rua Feliciano Sodré. Pouco depois, eles recuaram e liberaram duas pistas, deixando apenas uma bloqueada.

A principal reivindicação da categoria é pelo pagamento do piso nacional para os trabalhadores.

Por conta do protesto, o trânsito no Centro da cidade segue bastante complicado. Agentes da Guarda Municipal estão no local para orientarem os motoristas e também os manifestantes.

Veja também