População convive com ruas esburacadas de São Gonçalo

Ruas são afetadas em vários bairros

Enviado Direto da Redação
 A Rua Adelaide de Lima, no J. Catarina, é um das muitas vias que sofrem com a falta de manutenção

A Rua Adelaide de Lima, no J. Catarina, é um das muitas vias que sofrem com a falta de manutenção

Foto: Julio Diniz

Por: Marcela Freitas 

Trafegar ou andar pelas ruas de São Gonçalo tem se tornado um verdadeiro desafio para motoristas e passageiros. As principais vias públicas por onde circulam diariamente milhares de veículos poderiam ser comparados a um gigante “queijo suíço” ou até mesmo ao “solo acidentado da Lua”. O mais grave é que vários bairros compartilham dos mesmos desafios.

No Jardim Catarina, a Rua Adelaide de Lima está tomada de crateras, bem na entrada da via, às margens da RJ-104. O mesmo problema se repete nas ruas Nestor Pinto Alves, no Vila Três, Luiz Mota; Raul Veiga, Jovelino de Oliveira Viana; Alcântara e Manoel João Gonçalves, na altura do Coelho.

A Rua Luiz Mota faz parte do projeto de Via Binário, que tinha como objetivo desafogar o trânsito e ligar o bairro de Lagoinha a Alcântara e RJ-104, em São Gonçalo, entretanto a pavimentação, segundo motoristas, não é adequada para suportar o grande número de veículos.

“Essa rua tem problema desde a inauguração quando foi feito o desvio da Rua Raul Veiga para cá. Primeiro, que ela só foi asfaltada pela metade. Depois, a pavimentação foi completada, mas a camada asfáltica é tão fina que não suporta nem o trânsito de veículos de passeio, que dirá de ônibus pesados. Esse é o retrato do desrespeito com a população”, disse o rodoviário Alessandro Bastos, 36 anos.

A opinião é compartilhada pelo motorista Carlos Eduardo de Souza, 30.

“São Gonçalo está abandonado como um todo. Circulo pela cidade diariamente e preciso de atenção redobrada para não sofrer um acidente e também evitar problemas para meu veículo. Cansei de trocar pneus porque rasgam ao passar nesses buracos”, disse.

A Prefeitura de São Gonçalo informou que “os trechos citados serão adicionados no cronograma de obras da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano, que tem atuado em diversos bairros da cidade, com intuito de conservar as vias, realizando recapeamentos constantemente”.

Veja também