Creche municipal em Tribobó está com déficit de funcionários

Faltam merendeiras e profissionais de limpeza

Enviado Direto da Redação
Mães reclamam que atual grade não atende a necessidade

Mães reclamam que atual grade não atende a necessidade

Foto: Leonardo Ferraz

Na esquina da Rua Francisco de Paula Moura Neto, uma alteração na grade de horários dos alunos e a pouca presença de funcionários de serviços gerais e merendeiras na Unidade Municipal de Ensino Infantil Militão Ramos de Oliveira, em Tribobó, São Gonçalo, preocupam os moradores do bairro e mães das crianças.

Segundo os pais das crianças, a unidade reduziu o horário das aulas e fez com que os responsáveis tenham que se desdobrar para se adequar à entrada e saída dos alunos.

Questionada, a Prefeitura de São Gonçalo informou que “o quadro de horário da Secretaria de Educação, que são informações prestadas pela direção da escola, não apresenta carência de professores que justifique alteração na grade”.

Em relação às merendeiras, “está sendo feito um remanejamento de funcionários de outras unidades para suprir a carência que ainda possa existir. Já os dois funcionários de serviços gerais atendem à demanda existente na unidade”.

Veja também