Apada-SG promove feijoada beneficente para sair da crise financeira

Prefeitura deve mais de R$ 40 mil à instituição

Enviado Direto da Redação
Segundo a Apada, a Prefeitura deve mais de R$ 40 mil à instituição em repasses públicos

Segundo a Apada, a Prefeitura deve mais de R$ 40 mil à instituição em repasses públicos

Foto: Julio Diniz

Por Marcela Freitas

A falta de repasses públicos colocou a Associação de Pais e Amigos de Deficientes da Audição (Apada) de São Gonçalo em uma grave crise financeira e obrigou a direção a buscar na solidariedade da população gonçalense.

Neste domingo (17), a partir das 12h, acontece, no Clube Tamoio, uma feijoada em prol da instituição que há mais de 20 anos oferece atendimento multidisciplinar para jovens surdos e não surdos com dificuldade de aprendizagem e distúrbio de comportamento.

Segundo a coordenadora Michelle Silva Tavares, após ter a situação da instituição exposta em OSG, uma pessoa da sociedade procurou a Apada e propôs a realização da feijoada, que acontece coincidentemente na estreia do Brasil na Copa.

O evento não se limitará apenas à feijoada e terá também barraquinhas e shows, além de um telão para assistir ao jogo.

Para participar, basta doar um quilo de alimento não perecível e quem puder colaborar ainda mais comprar o prato de feijoada por R$ 10.

Com a renda, vamos pagar alguns encargos atrasados, e os alimentos virão aqui mesmo para a instituição”, disse Michelle.

A Apada atende atualmente 315 pessoas e conta com 20 funcionários. Sem receber repasses da Prefeitura há dois meses, que somam mais de R$ 40 mil, a instituição passa por dificuldades.

O Clube Tamoio fica na Rua Presidente Kennedy, 101, Centro.

Recordando - Os problemas começaram em 2015, quando a Fundação da Criança e do Adolescente (FIA), vinculada ao Governo do Estado, suspendeu o investimento. Desde então, a associação tem sobrevivido com recursos enviados pelo governo federal e por verbas municipais. Em 2018, no entanto, os valores da União previstos começaram a atrasar.

A Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (SMDS), informou que o último repasse foi realizado no mês de março. A SMDS Aguarda a prestação de contas da instituição para que o repasse seja realizado.

Veja também