Gonçalenses viajam pela América do Sul em uma kombi

O casal deixou seus empregos e planeja conhecer sete países

Enviado Direto da Redação
>> Meri e Wellington gastaram R$7 mil com a compra da kombi e outros R$26 mil para transformá-la.

>> Meri e Wellington gastaram R$7 mil com a compra da kombi e outros R$26 mil para transformá-la.

Foto: Divulgação

Por Daniela Scaffo


Para muitos, largar o emprego e viajar ao redor do mundo parece um sonho quase impossível, não é mesmo? Mas para o casal de gonçalenses Meri Helen Cunha, de 34 anos, e Wellington Cardoso, 32, o desejo de explorar a América do Sul em um ano e meio encorajou a mudar completamente o estilo de vida e se aventurar por sete países. São eles: Uruguai, Argentina, Chile, Peru, Bolívia, Equador e Colômbia.


A expedição está sendo feita em uma kombi, apelidada carinhosamente de “Furiosa”, modelo furgão, do ano 2004, desde o dia 29 de março. O veículo foi adquirido pelo casal em 2016 por R$7 mil. Para reformar a nova ‘casa’, Meri e Wellington gastaram, aproximadamente, R$26 mil.


“Antes da gente pensar na Kombi, nós vimos outro projetos. A kombi, por ser econômica, fácil para manutenção e ter espaço bom, foi o veículo ideal”, disse Meri Helen.


Parte da reforma da kombi foi gravada e disponibilizada na página do YouTube do casal, que recebeu o nome “Partiu de Kombi”. A repaginada para que o veículo enfrente tanto os dias de chuva, como os de sol, começou em outubro do ano passado.


Segundo o casal, eles se inspiraram em viajantes de estrada, pegaram algumas referências e adaptaram para a realidade deles. As reformas foram realizadas por Wellington com ajuda do cunhado.


“O primeiro passo foi lavar a kombi porque estava muito suja. Depois, eu fiz a retirada do kit gás, devido a falta de espaço, e também tive que fazer toda a lanternagem. O quarto passo foi tirar a forração do teto para fazer uma higienização. O último passo foi fazer isolamento térmico com isopor, uma manta térmica e a cola de isopor”, contou Wellington, em um vídeo publicado em novembro de 2017.



O automóvel também recebeu um sofá cama de compensado naval, bancada com pia, mesa, um fogão de duas bocas com forninho, frigobar, bagageiro, um climatizador e até placa solar. Já a parte estética da kombi foi realizada por Meri Helen, que usou adesivos no estilo azulejo para decorar o motohome, além de almofadas coloridas e cortinas artesanais para que o veículo faça com que o casal se sinta em casa.


Para tentar ganhar dinheiro na estrada, o casal fará alguns testes vendendo doces, como brigadeiros, e também fazendo serviços de cabeleireiro. Os viajantes fizeram a primeira parada em Sana, foram para Itaperuna, seguiram para Casimiro de Abreu e, até a última sexta-feira, estavam na Região dos Lagos.


“Essa ideia surgiu porque, nas férias de 2016, nós estávamos com projeto de ir até ao Uruguai de carro em 30 dias. Mas depois colocamos na ponta do lápis e acabamos indo para a Bahia, que foi uma viagem maravilhosa. Na volta de férias, não conseguimos pensar em outra coisa sem ser dar a volta por aí. Como a gente viu que tinha muita gente vivendo, ganhando dinheiro na estrada, se sustentando e realizando seu sonho de viajar e conhecer outros lugares, nos inspiramos e colocamos em prática”, disse Meri.


O casal, que trabalhava há mais de 10 anos no ramo de vendas, precisou pediu demissão para realizar o sonho. Com o dinheiro de economias e o valor das rescisões, eles irão viajar pelos países e documentar tudo na página do YouTube, no Twitter e também no Facebook, que tem o mesmo nome do canal de vídeos.


“Trabalhávamos na mesma empresa e estávamos cansados do nosso dia a dia de trabalho. A gente nunca tinha tempo para nada, as nossas férias eram corridas e o dinheiro era pouco. A gente tentou mudar de vida para tentar aproveitar um pouco mais. No início, nossa família achava que éramos loucos. Muitos nem acreditaram. Quando a gente começou a montar a kombi e viram que o projeto estava dando forma, apoiaram muito a gente, nos deram muita força”, finalizou Meri.


Veja também