Mato toma conta de calçada no Colubandê

Passageiros ficam às margens da rua para esperar ônibus

Enviado Direto da Redação
A alta vegetação está invadindo as calçadas

A alta vegetação está invadindo as calçadas

Foto: Leonardo Ferraz

Por Daniela Scaffo


O abandono da Fazenda Colubandê, em São Gonçalo, está preocupando os moradores da localidade. A alta vegetação, que antes era visível apenas atrás dos muros do patrimônio histórico, agora está invadindo as calçadas. Segundo a população, os pedestres precisam dividir o espaço com os carros pela movimentada Rua Expedicionário Ari Rauen. Outra preocupação é devido a violência no local, onde o mato acaba auxiliando a fuga dos bandidos.


“Estamos totalmente abandonados. Os policiais que fazem a ronda não conseguem ver nada, incluindo a ação dos criminosos, porque a vegetação está alta. Um barzinho aqui na esquina sofreu quatro assaltos em uma semana”, contou o comerciante Edilson Martins, de 55 anos.


Outra pessoa que reclamou do abandono foi a comerciante Rosana Silveira Marchete, 34. Mãe de dois filhos, a mulher teme pela segurança das crianças.


“A gente tem que passar pela rua porque o mato ocupa as calçadas. Muitas crianças passam por ali todos os dias para irem para a escola e é perigoso”, contou.


A aposentada Marlene Vargas, 63, contou que faz caminhada na Fazenda Colubandê todos os dias. Moradora do local há, pelo menos, 50 anos, ela conta que além dos problemas como criminalidade e ocupação das calçadas, Marlene ainda apontou para outro detalhe quase que invisível, mas tão perigoso quanto os outros: os mosquitos vetores.


“A vegetação está crescendo muito e atrai muitos mosquitos e outros insetos”, declarou.


A Prefeitura informou que uma equipe da Subsecretaria de Parques e Jardins será deslocada ao local ainda hoje para iniciar os reparos e revitalização da área.

Veja também