Contribuintes de SG reclamam do aumento de taxa de lixo e dos serviços prestados

Moradores convivem com detritos em suas portas sem solução

Enviado Direto da Redação
>> Valor do IPTU dos moradores quase dobrou, mas os serviços da prefeitura não são prestados

>> Valor do IPTU dos moradores quase dobrou, mas os serviços da prefeitura não são prestados

Foto: LEONARDO F


Moradores da Rua Maria Rita, no Porto Novo, em São Gonçalo, vêm solicitando junto a Prefeitura a troca das manilhas que cortam a via, que não suporta mais o crescimento populacional da região. Antes, precisava chover para que as galerias de águas pluviais transbordassem. Mas agora, mesmo em dias de sol forte, o mar de água suja corre por toda a região.


Por conta deste grave problema, que parece de difícil solução, os moradores pensaram que seriam poupados do aumento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU). Mas, para surpresa deles, o imposto aumentou, em alguns casos, em 75% devido à cobrança diferenciada da Taxa de Limpeza Urbana.


“Quase não acreditei quando vi. O imposto do meu imóvel passou de R$ 300 para R$ 527. Aqui, sofremos com esse mar de esgoto há anos. Eu, que trabalho com alimentos e bebidas, amargo prejuízos, já que com toda essa água, as pessoas têm dificuldade até para atravessar a rua. Sem falar na coleta de lixo que nem sempre é regular”, disse o comerciante Fabio Rodrigues, de 40 anos.


Morador do bairro, o vigia Jodeir Nunes, 66, disse que também se assustou ao receber o carnê, que teve um aumento total de R$ 200. “Resido no prédio e, por vezes, tive que dar a volta em outra rua para conseguir chegar em casa. Quando solicitamos reparo, colocam um vergalhão na galeria, desentopem e vão embora. Dois dias depois, o problema retorna. Estamos bastante preocupados com a possibilidade de chuvas porque a rua vai alagar”, afirmou.

A assessoria de imprensa da Prefeitura de São Gonçalo informou que a coleta está normalizada. O órgão irá entrar em contato com a empresa responsável pelo serviço para averiguar a denúncia. A nota informa ainda que a subsecretaria de Conservação realiza ações constantes de combate às enchentes em toda cidade, sendo o bairro Porto Novo um dos mais atendidos. A Rua Maria Rita sofre problema crônico e tem recebido limpeza de caixas de passagem e córregos. (Marcela Freitas)


Veja também