Procura por vacina contra febre amarela lota postos de saúde em São Gonçalo

Macacos mortos no Estado assustam população

Enviado Direto da Redação
>> A procura pela vacina da febre amarela foi grande nos postos de vacinação de São Gonçalo

>> A procura pela vacina da febre amarela foi grande nos postos de vacinação de São Gonçalo

Foto: Débora Vieira


A procura por vacinas contra a febre amarela provocou filas durante todo o dia de ontem, no Pólo Sanitário Washington Luiz, no Zé Garoto. As férias associadas à aproximação do Carnaval e a notícia da morte de três macacos nos municípios de Nova Iguaçu, Tanguá e Miguel Pereira, contribuíram para a grande demanda. No ano passado, 174.304 doses foram distribuídas no município.


O diretor do Pólo Washington Luiz, Jorge Barcelos, explicou que não é preciso se preocupar, já que o município está abastecido.


“Ficamos bastante surpresos com toda essa demanda de hoje. Desde as 8h da manhã a procura é intensa. Acredito que por ser uma unidade de referência a busca tem sido feita aqui, mas outros postos do município tem a vacina, o que torna a locomoção mais fácil”, ressaltou.


Jorge explicou ainda, que os macacos são apenas sinalizadores da doença e não um transmissor. O vetor o mosquito infectado. “A morte desses três macacos nos coloca em alerta, mas quem transmite a doença é o mosquito. Então, é preciso ficar atento para não maltratar o animal. Temos cuidar de nossa casa para evitar água parada e a proliferação do mosquito”, apontou.


A dona de Casa Patrícia de Oliveira, 41 anos, aproveitou as férias escolares e levou os dois filhos Pedro Henrique e Daniela, de 10 e 9 anos respectivamente, para fazer a imunização. Patrícia contou que soube da morte dos animais no estado, o que contribuiu para que levasse as crianças mais rapidamente ao posto.


“Na campanha do ano passado os dois estavam fazendo uso de antibióticos e não tive como trazê-los. Acho importante se imunizar o quanto antes. Hoje consegui trazer toda a família ”, contou.


O Governo Federal anunciou que haverá a divisão das doses da vacina, com o intuito de vacinar um maior número de pessoas. No Rio de Janeiro, 2,4 milhões de pessoas devem receber a dose fracionada e 7,7 milhões, a padrão em 15 municípios. Em razão do carnaval, a campanha acontece entre 19 de fevereiro e 9 de março, sendo o dia 24 de fevereiro o dia D de mobilização.


Onde encontrar a vacina:


Unidades Saúde da Família: Itaúna; Alexander Fleming, Boaçu; Carlos Chagas, Fazenda dos Mineiros; Santa Izabel; Doutel de Andrade, Maria Paula; Emílio Ribas, Barracão; Irmã Dulce, Trindade; Juvenil Francisco Ribeiro, Engenho Pequeno; Luiz Carlos Prestes, Santa Catarina; Robert Koch, Porto da Madama.

Clínica Gonçalense do Mutondo; Clínica Gonçalense do Barro Vermelho. 

Unidade Básica de Saúde Haroldo Pereira Nunes, Porto Novo.

Polo Sanitário: Washington Luiz, Zé Garoto; Paulo Marques Rangel, Porto do Rosa; Helio Cruz, Alcântara; Rio do Ouro, Jorge Teixeira de Lima, Jardim Catarina.



Veja também