Começa nesta sexta (21) o '15º Festival Vale do Café'

Enviado Direto da Redação

Ouvir boa música em cenários seculares. É o que promete o "15º Festival Vale do Café", com concertos de música instrumental nas fazendas históricas e atrativos gastronômicos para aguçar o paladar, da próxima sexta-feira (21) a 30 de julho, nos municípios do Centro-Sul Fluminense. 

 

O Festival tem início em Rio das Flores, na Fazenda União, que recebe no dia 21, a partir das 11h, a cantora lírica Angelica de la Riva. A Fazenda engrandece a recepção aos convidados inaugurando a escultura, em tamanho real, do mais célebre morador da cidade, Santos Dumont, que há exatos 140 anos foi batizado na localidade.  Após o recital, a homenagem continua com "brunch" assinado pela chef e historiadora Ana Roldão, que faz versões de alguns dos pratos preferidos do aviador. Como lembrança, será possível escolher entre os produtos da Florart, centro de artesanato local, que estará com bloquinhos, ímãs e outros itens fazendo referência ao pai da aviação.

 

No mesmo dia, às 16h, a Fazenda do Paraízo, também em Rio das Flores, recebe o gaitista José Staneck e o pianista Itamar Assiere. Conhecida como a mais autêntica de toda região, a fazenda irá abrir, antes do concerto, as principais salas do térreo aos visitantes. Para acompanhar as famosas polentinhas fritas, item obrigatório na tradicional refeição do interior, a Cachaçaria Werneck participa do evento oferecendo degustação de algumas variações da bebida. De produção artesanal e orgânica, a fábrica da Werneck está situada no município, que já teve seu nome divulgado graças ao destilado, que coleciona prêmios recebidos no Brasil e exterior.

 

No sábado, dia 22, Fazenda Alliança, em Barra do Piraí, sedia, às 11h, apresentação do músico Turíbio Santos, um dos mais conceituados violonistas da atualidade. Sendo uma das poucas da região com cultivo de orgânicos certificados, que também abrange uma produção de búfalas, os presentes poderão experimentar os aperitivos 100% orgânicos servido na fazenda, com ingredientes da horta, pomar e alguns laticínios da fazenda.

 

Ainda no sábado, às 16h, a Fazenda Vista Alegre, em Valença, faz dupla celebração com a presença da cantora Carol Mac Davit. Juntas, as duas completam 15 anos de participação no Festival, encantando os ouvidos, no caso da solista, e o olhar, no caso da fazenda, famosa por ilustrar, como locação, inúmeros filmes e novelas. Oferecendo ainda novos estímulos ao olhar, a Vista Alegre convida o artista Zirley Ávila, de Valença, para uma exposição de quadros com obras retratando a região. 

 

No dia seguinte, às 11h, no município de Paulo de Frontin, é a vez da Fazenda das Palmas recepcionar os músicos violoncelistas Paulo e Ricardo, formando o Duo Santoro, que irá executar clássicos da música instrumental brasileira. Após o show, o público poderá conhecer e degustar as cachaças do alambique, além de experimentar iguarias de produção própria, com pães, bolos e doces saídos diretamente da padaria da fazenda.

 

Um pouco mais tarde, às 16h, em Vassouras, a Fazenda São Roque recebe o violonista Hugo Pilger, que convida o músico Turíbio Santos para uma apresentação conjunta. Inaugurada ano passado, a São Roque é um exemplo de construção que foi resguardada do arruinamento, através de completa restauração e adequação do local para visitação e realização de eventos.

 

Na semana seguinte, fechando a programação do Festival, dia 30 de julho, a Fazenda Ponte Alta, em Barra do Piraí, será palco para a apresentação do músico Marcelo Caldi, às 16h. O músico apresenta repertório de choro executado na sanfona, tendo como cenário a fazenda de estilo rústico e única da região que preserva a formação de quadrilátero dos tempos do café. Recebidos e guiados pelo administrador, que interpreta o Barão de Mambucaba, os visitantes serão apresentados ao casarão-museu, aprendendo ainda mais sobre os costumes e provar dos doces e salgados com autêntico sabor do Vale.


Programação paralela - Esse ano o município de Vassouras sedia a programação paralela oficial do evento, totalmente gratuita, com atrações musicais, artísticas e infantis durante todo o período do festival, realizadas em sua maioria no centro histórico da cidade. Organizado pela sociedade civil Abrace Vassouras, também integram a programação quatro orquestras infanto-juvenis, que tem como diferencial o fato de terem surgido e serem financiadas por projetos sociais.

 

Mais informações podem ser obtidas no site www.valedocaferio.wordpress.com 

 

 

Veja também