Destaques da cena independente

Enviado Direto da Redação

Foto: Luiz Nicolella

Por Matheus Merlim


À medida que a música pop quebra recordes no mundo inteiro e invade as "playlists" (lista de canções) do público, novos artistas se lançam no mercado misturando os elementos característicos de gêneros musicais tradicionais em busca de uma qualidade sonora que surpreenda. Em Niterói, o ritmo não tem sido diferente, como é o caso da banda Starven, composta por quatro amigos e que traz o formato "boyband" (formado apenas por homens) para a cena da região. Fundada em 2012, a Starven nasceu da vontade coletiva de tirar um som com os amigos, no Fonseca, Zona Norte de Niterói.


Apesar de empenharem seus esforços desde o início, os integrantes admitem que de um ano para cá, a essência musical passou a ser mais profissional. Com nova formação, a banda hoje traz nos vocais Leandro de Castro, de 23 anos; Raphael Afonso (baixo e back vocals) e Victor Rozendo (bateria), ambos 25 e Pedro Castro (guitarras), 23.


Confirmando a reviravolta na trajetória, os meninos lançaram, no último dia 27, o clipe de estreia, intitulado de “O Jogo”, composição de Paulo Victor Almeida. Gravado na orla da Praia da Reserva, na Barra da Tijuca, e em uma casa de pôquer, em Piratininga, o vídeo já possui mais de 65 mil visualizações em menos de um mês no ar.


Surpreso com a repercussão, o baterista não esconde a vontade de ampliar o trabalho. “A Starven vem com a proposta de fazer um pop rock dançante. O Jogo fala justamente isso, sobre a ousadia do pop que é misturar amor com prazer. É o nosso momento de apostar todas as fichas na nossa carreira, por isso essa música foi escolhida para abrir nosso caminho daqui por diante”, explica Victor.


Apesar de galgar a passos firmes há menos de um ano, a banda já possui uma história conceituada em shows para jovens da região. Não é a toa que já abriu eventos para grandes ídolos da última geração, como Forfun e os niteroienses do Oriente.


Fator determinante para essa retomada do som da Starven foi a identificação empática dos membros. “Cada um se completa de alguma forma. Não temos um líder apenas para comandar tudo. As tarefas ficam divididas de acordo com o grau de atuação de cada um. É isso que nos faz mais forte e mais unidos. A gente já passa a maior parte do tempo juntos e decidimos alugar uma casa, em breve, oficializar uma rotina. Mais do que isso, a gente quer instituir um lugar da Starven no Fonseca, para chamar amigos de outras artes como tatuagem e fotografia para trabalhar conosco”, explica Raphael.


Influenciados por artistas internacionais como Justin Timberlake, Michael Jackson, Bruno Mars, Lenny Kravitz, e nacionais como Los Hermanos e Forfun, a banda procura trazer vocais melódicos e guitarras trabalhadas, além de um toque eletrônico diferenciado.


No próximo dia 22, os meninos sobem ao palco junto com a banda Darvin no Resgate Rock Festival, que acontece no Bar do Blues, no Zé Garoto, em São Gonçalo. “Já fizemos muitos shows em São Gonçalo e essa será nossa oportunidade de lançar oficialmente o clipe para a cidade. Nossa intenção é cada vez fidelizar nosso público no eixo Niterói-São Gonçalo. É quem sempre esteve conosco, acreditando no nosso trabalho”, afirma Victor. Para assistir ao clipe novo da banda, basta acessar o canal “Starven Rock” no Youtube (www.youtube.com/watch?v=tJNLFk_oNlU). Mais informações sobre a banda também podem ser conferidas na página oficial dos meninos no Facebook: www.facebook.com/starvenrock.


Cantor lança novo trabalho em Niterói


Seguindo o sonho de adolescência, o cantor niteroiense Gustavo Soli, de 34 anos, abandonou o vocal de uma banda de rock e passou a se arriscar em uma carreira solo. Com uma pegada mais “pop”, o músico está trabalhando na sua nova canção, “Te Amei Assim Que Te Vi”, divulgada no dia 17 no seu canal oficial do Youtube.


Gravado na Praia de Itacoatiara, na Região Oceânica de Niterói, o vídeo já acumula quase mil visualizações. Apesar de trabalhar há pouco tempo com a nova sonoridade, a carreira de Gustavo não é tão recente assim. O niteroiense se apaixonou pela música aos 12 anos, quando passou a integrar o grupo da Igreja Nossa Senhora das Graças, no Porto Velho, em São Gonçalo. Lá conheceu alguns amigos e fundou a banda Miragem.


“Eu comecei minha carreira no rock, mas sempre senti a necessidade de usar outros elementos e misturar ritmos. Em grupo, eu nunca consegui trazer essa identidade mais forte, como implementar traços do funk e da música latina. Com o trabalho independente, tudo passou a ficar mais difícil porque agora eu tenho que pensar basicamente tudo sozinho”, conta.


O rock ainda permaneceu na vida do cantor por mais 13 anos, quando assumiu os vocais da Faixa Etária. Agora, o músico busca inspirações no cenário pop para produzir suas canções. As músicas cantadas por mulheres, de acordo com o artista, são as que mais influenciam na levada do seu som.


“Eu costumo dizer que tudo me influencia, eu não me prendo a um gênero somente. Mas o que eu mais costumo ouvir são as músicas cantadas por mulheres, entre elas Lady Gaga, Rihanna, Alcione e Ivete Sangalo. Gosto da sonoridade da voz feminina”, explica.


Para conhecer mais sobre o trabalho de Gustavo, basta acessar a página oficial do artista no Facebook: www.facebook.com/gustavosolioficial. O endereço para assistir ao novo clipe é: www.youtube.com/watch?v=Kk1FaM_vzsY.

Veja também