Mães de crianças especiais criam grupo para se ajudarem na região

Enviado Direto da Redação

Por Marcela Freitas

A vida de mães de crianças especiais é marcada por rotina dura e exaustiva de tratamentos, consultas médicas e estimulação das crianças. E foi pensando nessas dificuldades diárias que um grupo de mães resolveu se unir para superá-las juntas.

Desde agosto, um grupo de mulheres, intitulado de ‘Mães Esperança’, se uniu para conseguir tratamento de qualidade para seus filhos. O grupo formado por mulheres de São Gonçalo, Niterói, Maricá, Itaboraí, Magé, Teresópolis, Araruama e Duque de Caxias, já conta com 200 membros. Destas, 50 participam ativamente das atividades. De acordo com Simone Rodrigues, 48, o grupo se conheceu durante as consultas da Associação Fluminense de Reabilitação (AFR), em Icaraí, Niterói, e, após trocar experiências, viram que juntas podiam ser mais fortes.

“Conversávamos muito e víamos que todas tinham problemas comuns. A ideia, a princípio, foi fazer uma manifestação para chamar a atenção para a questão do preconceito com os deficientes. Mas, depois, vimos que poderíamos mais e foi, então, que criamos um grupo onde várias mulheres relatam suas dificuldades e, desta forma, tentamos ajudá-las”, contou.

A missão do grupo, desta vez, é auxiliar as mães de São Gonçalo, que estão enfrentando desafios diários para manter o tratamento de seus filhos.

Encontro – Em comemoração ao Dia das Crianças, as ‘Mães Esperança’ organizarão um grande piquenique, no próximo dia 15, no Campo de São Bento, em Niterói. O encontro está marcado para às 9h.

Veja também