Adolescente morto em S. Gonçalo vira nome de rua no bairro Laranjal

Enviado Direto da Redação
Angélica Ivo foi até a rua que receberá o nome de Menino Alexandre Thomé Ivo Rajão no Laranjal

Angélica Ivo foi até a rua que receberá o nome de Menino Alexandre Thomé Ivo Rajão no Laranjal

Foto: Alex Ramos

Depois de ver o filho Alexandre Thomé Ivo Rajão virar um símbolo da luta contra a homofobia no estado, a mãe do jovem, assassinado há seis anos em São Gonçalo por um grupo de homofóbicos, viveu ontem, um momento de emoção, que tenta minimizar a grande dor que viveu com a perda de seu filho, na época com 14 anos.

Angélica Ivo visitou, com a equipe de reportagem de O SÃO GONÇALO, a rua que ganhará o nome de seu filho no Laranjal. O projeto de lei 213/2015, do vereador Jorge Mariola, foi sancionado e publicado em Diário Oficial ontem, que dispõe sobre a mudança de nome da via. A Rua Três passa ser chamada de Rua Menino Alexandre Thomé Ivo Rajão.

Angélica disse, há algum tempo, que teve ciência da possibilidade de receber essa homenagem, mas foi pega de surpresa com a decisão publicada em Diário Oficial. “Não tenho vaidades em relação a isto. Mas, pela memória dele, eu fico feliz com a homenagem. De certa forma, podemos levantar questionamentos de tudo o que aconteceu com ele. Há seis anos, eu não tinha conhecimento do que era a homofobia e a complexidade deste tema. Queríamos mais que um nome de rua e ficamos na expectativa de que o poder público municipal trabalhe mais as carências dos jovens no município. Me foi dado, pelo menos, um nome de uma rua para me lembrar da história do meu filho e o que estamos pedindo está chegando de alguma forma”, disse.

Recordando – Alexandre Ivo foi morto no dia 21 de junho de 2010. O jovem foi torturado até a morte por três homens, acusados de pertencerem a um grupo de skinhead, que pregava o ódio em São Gonçalo.

Veja também