Estreia sob risco

Prefeitura de Mesquita interdita estádio Giulite Coutinho a menos de 24 horas da partida

Enviado Direto da Redação

Muricy Ramalho fez os últimos ajustes para estreia do Rubro-Negro no Campeonato Carioca

Foto: Site do Flamengo

A partida de estreia do Rubro-Negro no Campeonato Carioca contra o Boavista, marcada para hoje, às 19h30, está sob risco. Na tarde de ontem, a Prefeitura de Mesquita, cidade da Baixada Fluminense, interditou o Giulite Coutinho e pegou todos de surpresa. No decorrer da semana, o estádio recebeu uma visita da Defesa Civil, que interditou o local.

Diante desse impasse, as diretorias de Flamengo e América, proprietário do estádio, trabalham para que a partida possa ser realizada sem qualquer impedimento.

“Apresentamos todos os laudos requeridos para a realização da partida deste sábado. Essa documentação foi entregue à Federação, que confirma as condições para a realização da partida”, declarou em nota a diretoria do Rubro-Negro. Segundo o site da Ferj, o Giulite Coutinho possui laudos da PM, dos Bombeiros e da Vigilância Sanitária em vigor para toda a temporada.

Treino - Na última atividade antes da estreia, o meia Gabriel e o atacante Emerson Sheik não foram a campo. A dupla realizou um trabalho específico na academia do clube. Chiquinho e Marcelo Cirino entraram em seus lugares, respectivamente.

O técnico Muricy comandou um treino técnico e tático em toda extensão do campo. Os jogadores trabalharam saída de bola, criaram jogadas ofensivas e treino com bola parada defensiva.

O time titular foi formado por Paulo Victor; Rodinei, Wallace, Juan e Jorge; Márcio Araujo; Willian Arão, Chiquinho, Marcelo Cirino e Everton; Guerrero. Já os reservas jogaram com: Alex Muralha; Pará, Léo Duarte, Rafael Dumas e Arthur; Cuéllar; Ronaldo, Mancuello, Douglas Baggio e Thiago Santos; Felipe Vizeu.

Sobre as situações de Mancuelo e Cuéllar, a comissão técnica espera que a dupla tenha condições de jogo, na próxima quarta-feira, contra o Macaé.

Veja também