O lixo no planeta

Enviado Direto da Redação

O lixo produzido no planeta Terra gera preocupação e apreensão na humanidade. O crescimento na produção de lixo nas grandes cidades é uma questão de interesse global. A destinação do lixo e seu acondicionamento de forma inadequada vem gerando graves problemas aos países, principalmente aos menos desenvolvidos. O impacto sobre a saúde humana e sobre o meio ambiente, no solo, na água, no ar e paisagens, gera desequilíbrio ecológico. A produção de lixo tem crescimento assustadoramente no dia a dia. 

Já na Idade Média, o lixo passa a acumular-se pelas ruas e imediações das cidades, provocando sérias epidemias e causando a morte de milhares de pessoas. Mas, é com a Revolução Industrial que inicia-se o processo de urbanização, provocando um êxodo do homem do campo para as cidades. Um grande crescimento populacional passa a gerar grande quantidade de lixo. Impactos ambientais passam a acontecer, advindo da geração de diversos tipos de poluição, geradas pelo lixo. 

Nas cidades e até mesmo nas zonas rurais, o lixo gerado torna-se um problema de saúde pública. O alto grau de industrialização e os bens de consumo descartáveis produzidos e utilizados pela população passa a apresentar uma grande ameaça à vida no planeta devido a grande quantidade de lixo e seus perigos tóxicos. Em nosso país, 76% do lixo é abandonado a céu aberto em locais impróprios, permitindo a proliferação de vetores capazes de transmitir várias doenças. 

Um outro problema acarretado pelo lixo é a contaminação dos recursos hídricos devido a migração do chorume. Resolver o problema do lixo não depende apenas de atitudes governamentais ou decisões de empresas, devendo ser fruto também do empenho de cada cidadão em suas atitudes em relação ao seu lixo diário. É um processo de conscientização de cada ser humano. Apesar de ser o lixo uma grande ameaça à vida, é possível diminuir seus impactos adotando-se medidas preventivas, abandonando práticas de consumo exagerado, conscientizando a população, seja em relação ao destino ou às formas de reciclagem do lixo gerado. 

Governo e sociedade devem assumir atitudes novas, com o intuito de gerenciar de modo mais adequado a grande quantidade e diversidade de resíduos que são produzidos diariamente. Com atitudes simples e possíveis que podem ser incorporadas ao dia a dia, com o intuito de proteger o ar, o solo e a água, acarretando como consequência, melhores condições de saúde humana, qualidade de vida e saúde ambiental. “QUEM AMA PRESERVA. PRESERVAR O MEIO AMBIENTE É PRESERVAR A VIDA”. (ANDREA TAIYOO) – Preserve o meio ambiente -

Veja também