Cruzmaltino empata sem torcida e sem gols no Niltão

Enviado Direto da Redação

Foto: Paulo Fernandes


Sem público e sem gols. Por conta da interdição a São Januário, o Cruzmaltino enfrentou o Santos em uma partida marcada pela falta de emoção e, principalmente, pela falta de gols. O empate em 0 a 0 manteve os dois times entre os 10 primeiros da tabela. No primeiro tempo, o jogo ficou truncado no meio de campo, já que os dois times apostaram no contra-ataque.


O resultado disso foi o grande número de faltas: 10 do Vasco e 12 do Santos, numa média de uma falta a cada dois minutos. A melhor chance da primeira etapa foi na cobrança de falta de Yago Pikachu, que beliscou o travessão.



Já na segunda etapa, apesar da substituição de Leandro Donizete por Alison no time paulista, quem retornou melhor do vestiário foi o Vasco, com lances arriscados de Thalles, de cabeça, que quase abriu o placar nos minutos iniciais. Aos 15’, o mesmo Thalles assustou também de fora da área, mas a bola foi espalmada pelo estreante João Paulo. Aos 38’, após expulsão de Daniel Guedes, o Santos decidiu recuar ainda mais e segurar o empate no Nilton Santos.



“Tivemos oportunidades de fazer gols e não conseguimos. Agora é descansar, teremos dois jogos fora de casa. Com certeza a torcida do Vasco fez falta, mas tínhamos que ter superado isso”, comentou Talles.



Na próxima rodada, o Santos recebe a Chapecoense na Vila Belmiro, quarta-feira, às 19h30. Já o Vasco joga no mesmo dia, às 21h45, no Morumbi, contra o São Paulo, pela 15ª rodada do campeonato.

Veja também