Finalmente

Enviado Direto da Redação

Finalmente a Taça Rio acabou, e a parte do estadual que realmente importa vai começar. Claro, vencer uma final contra um rival e botar mais um troféu na prateleira é ótimo. Mas, só pra situar o leitor na situação: O Vasco, que venceu no domingo o Botafogo, encara o campeão da Taça Guanabara, o Fluminense, numa semifinal, não na decisão do campeonato. O que por si só é bizarro. Quer dizer, ambos, Vasco e Flu, campeões de turno, se enfrentam, um vai pra final, enfrentar Flamengo ou Botafogo, que não ganharam nada.

Claro que o Cruzmaltino tem que se sentir orgulhoso da conquista, mas eu posso imaginar a frustração dos jogadores caso o jogo contra o tricolor venha a ter um resultado negativo. Até porque, apesar de jogar contra um Botafogo reserva, a partida teve toda a cara de uma decisão MESMO. Lances mais fortes, confusão, expulsão, emoção, gol no fim, quebra de tabu, e até um público bem respeitável de vinte mil pessoas, que pro Campeonato Carioca é tipo lotar o Camp Nou do Barcelona, com cem mil pessoas.

O Vasco jogou à vera, o Botafogo também, mas o bicho desse final de semana é outro completamente diferente. O Glorioso volta a jogar na quinta pela Libertadores, e depois tem uma semana de folga, o que quer dizer que deve ir com o time titular contra o Flamengo. Flamengo esse que não vai ter Diego, e terá que se adaptar a não ter sua referência no gramado. Além disso, o Vasco que tem jogado completaço, deve encarar um Flu também titular. O Tricolor encara o Goiás na quarta, e se não reverter a vantagem do esmeraldino, vai botar tudo que pode no Estadual.

O Campeonato Carioca de 2017 tem sido um verdadeiro martírio de acompanhar, com os grandes sempre utilizando reservas, juízes horríveis apitando, estádios vazios, um regulamento sem pé nem cabeça (que precisa acabar, tem que acabar) e uma federação que impede os clubes de pelo menos ganhar um dinheirinho com seus jogos, taxando tudo que vê pela frente. Mas pelo menos, o final promete. E muito!

Veja também