Força tarefa contra a febre amarela será em Nova Cidade

Enviado Direto da Redação
Cinco profissionais de saúde vão reforçar a vacinação na Unidade de Saúde da Família (USF)

Cinco profissionais de saúde vão reforçar a vacinação na Unidade de Saúde da Família (USF)

Foto: Div

A Prefeitura de Itaboraí realiza, hoje e amanhã, uma força tarefa em vacinação contra a febre amarela na Unidade de Saúde da Família (USF) de Nova Cidade. Segundo o subsecretário de Vigilância em Saúde, Renato Botticini, a ação contará com uma espécie de equipe volante, que reforçará o trabalho da equipe de profissionais da unidade, além de melhorar a cobertura vacinal de febre amarela no município.

“Começamos a realizar esta força tarefa nas Unidades de Saúde de Porto das Caixas e Apollo III, nos dias 13 e 14 de junho, e obtivemos um bom resultado. A Secretaria Municipal de Saúde está se organizando para realizar esta ação em outras unidades de saúde do município, a fim de abranger o máximo de pessoas possíveis”, disse Renato Botticcini.

A força tarefa de vacinação em Nova Cidade contará com uma equipe composta por cinco profissionais aptos a vacinar e mais quatro pessoas do administrativo para realizar o trabalho de prescrição das cadernetas de vacinação.

Vale ressaltar que a vacina contra a febre amarela está disponível nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e nas Estratégias de Saúde da Família (ESF) de todo município. Cada unidade de saúde está se articulando, em relação a número de doses, horários de vacinação, turno, agendamento ou senhas, de acordo com a demanda/procura da localidade, número de profissionais e perfil da comunidade. Itaboraí continua não sendo área de risco e, até o momento, nenhum caso suspeito da doença foi detectado no município. A exceção da área de bloqueio (limite com o município de Maricá), sendo os bairros de Pachecos, São José, Cabuçu, Muriqui, Perobas, Curuzu e as Fazendas Campo Grande, São Tomé, Gastão Dias, São João, Santa Terezinha e Fazenda União, a faixa etária para a vacinação é dos nove meses a 59 anos de idade.

O cinturão de bloqueio iniciou no dia 24 de abril, após confirmação da morte de um idoso, vítima de febre amarela, em Maricá. A vacinação acontece nas áreas de mata e nas proximidades com Maricá.

Veja também